Desativar Preloader

Encontro Regional gera conhecimento aos concessionários de veículos de MT


.

Tornar o concessionário de veículos automotores de Mato Grosso mais preparado para o futuro. Este foi um dos objetivos alcançados pelo segundo Encontro Regional promovido pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – Regional Mato Grosso (Fenabrave-MT), em parceria com o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado de Mato Grosso (Sincodiv-MT).

Com o tema “O Conhecimento Acelera o Progresso”, o encontro reuniu nos dias 17 e 18 de julho no Centro de Eventos do Pantanal em Cuiabá mais de 300 gerentes, diretores, empresários e CEOs dos segmentos de veículos leves, caminhões, implementos rodoviários, motocicletas e linhas agrícola e amarela de todo o estado.

“Quando começamos a pensar neste encontro, ainda no passado, a intenção era trazer o maior número novidades possível para preparar nossos concessionários para os desafios que o mercado exige. Por isso nossa agenda de palestras contou com assuntos específicos para a nossa área, como o Rota 2030, o mercado de veículos usados e com temas gerais como sucessão familiar, gestão estratégica de pessoas, além dos panoramas político e econômico”, comenta o diretor regional da Fenabrave Paulo Boscolo.

A abertura do evento, no dia 17 de julho, ficou por conta do ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller. Com um discurso otimista, Geller, empolgou os participantes ao apresentar as conquistas alcançadas pelo agronegócio brasileiro, em grande parte, pelas entidades representativas do setor. O cenário da agricultura e da pecuária mato-grossense também foi contemplado na palestra do diretor geral da Amaggi Agro, Pedro Valente.

“Nós não poderíamos deixar esse setor tão pujante e forte fora do encontro. Em Mato Grosso, o agro puxa a nossa economia se ele vai bem, tudo vai bem. Gera muito emprego, promove o desenvolvimento e toda nossa cadeia de distribuição está ligada ao setor. A grande renda do estado vem do campo e isso reflete diretamente na nossa rede que precisa estar antenada com o agro”, diz Marco Miranda, conselheiro da linha agrícola da Fenabrave-MT.

André Andreazza, diretor da Fenabrave de Santa Catarina e consultor que atua há mais de 30 anos no setor de vendas de automóveis, apresentou aos participantes do encontro métodos para obter retorno nas concessionárias com o mercado de veículo usado. Segundo ele, é possível usar estrategicamente este nicho para aumentar a rentabilidade do negócio.

O panorama da economia brasileira e a importância da captação e o uso dos leads pelos concessionários foram apresentados pelo diretor do banco Itaú Unibanco, Rodnei Bernadino. O diretor disse que 56% dos leads que os concessionários e lojas multimarcas recebem não são tratados. “Muitas vezes essas informações não são usadas pelos concessionários porque não viram venda, mas hoje já conseguimos qualificar esses leads e gerar boas possibilidades”, explicou Bernadino.

Valdner Papa, especialista no mercado automotivo e diretor da Fenabrave Nacional, explicou, como o novo programa do Governo Federal, o Rota 2030 vai impactar a indústria automobilística e consequentemente todo o setor.

A gestão estratégica de pessoas não ficou de fora do encontro. Ana Cristina Galo, psicóloga e coach, falou sobre a importância de cuidar da equipe de colaboradores. Entre outras coisas, ela apresentou as diferenças entre o Departamento Pessoal e Recurso Humanos.

Eu ainda acho que o que faz diferença nas empresas são pessoas. Uma empresa que tem bons profissionais, que possui uma equipe capaz de fazer a retenção de profissionais qualificados, com certeza terá mais sucesso que as demais”, disse César Fornari, colaborador da Volvo Máquinas que participou do encontro.

Os desafios da sucessão familiar foram discutidos com a especialista em Educação Executiva e profissional Coach Claudia Lisboa. De acordo com ela, entregar o “bastão” para os sucessores é um dos grandes desafios das empresas familiares – que, por sua vez, chegam a representar 80% das 19 milhões de companhias existentes no Brasil.

Tecnologia e inovação também foram temas abordados. O consultor da Replace, Ernani Wood, convidou o público a refletir sobre a necessidade de se ter empresas sustentáveis e como o investimento em energia solar pode ser um passo à frente neste processo. 

Para o concessionário Antonio Menegassi, existem desafios, mas muitas oportunidades neste sentido. "As empresas precisam estar capacitadas para gerir custos e os próprios recursos enérgéticos. A energia elétrica é um custo muito alto. Quem tem energia solar agrega valor à sua marca. Eu saí da palestra já pensando em desenvolver um projeto".

As transformações que empresas tradicionais precisam passar por conta da era digital foram apresentadas por Magno Lima. "Tecnologia está virando uma commodity. Não dá mais para pensar de maneira vaga. Tudo está acontecendo ao mesmo tempo. É como se não existisse mais limite para criação na 4ª Revolução Industrial", alertou o palestrante.  

Rafael Hernandes, da área comercial do banco Itaú, destacou a importância do agronegócio e o mercado de vendas de caminhões, ônibus e implementos rodoviários com suas várias linhas de financiamentos.

Para fechar o encontro, o jornalista Augusto Nunes, bateu um papo descontraído com os participantes sobre política e economia. “Eventos como este fazem grande diferença em nosso trabalho. Além de discutirmos temas extremamente pertinentes, ainda temos a oportunidade de trocar informações com colegas e parceiros”, disse Edson Arakaki, gerente geral da Auto Campo.


Fonte: Assessoria de Imprensa – Encontro Regional da Fenabrave
.


Data: 20/07/2018
Autor: