Desativar Preloader

4º Simulado de Produtos Perigosos é realizado na BR-163 em Rondonópolis


O transporte de produtos perigosos ao longo da BR-163 resultou no atendimento de 178 ocorrências .

O transporte de produtos perigosos ao longo da BR-163, em Mato Grosso, resultou no atendimento de 178 ocorrências pela Concessionária Rota do Oeste, entre 2014 e 2019. Os registros incluem desde um vazamento do material durante o transporte até um acidente com vítimas ou risco de contaminação do meio ambiente. Diante da gravidade dos casos, o atendimento precisa ser especializado e será tema do 4º Simulado com Produtos Perigosos.
O evento será realizado na segunda-feira (25.11), às 15h, no Posto de Pesagem, localizado no km 108 da BR-163, em Rondonópolis. A iniciativa é da Rota do Oeste e conta com a participação do Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
 
No local, será realizada a simulação de uma colisão traseira envolvendo um caminhão carregado com defensivo agrícola e um automóvel. O atendimento será direcionado ao resgate de duas vítimas e ao controle da situação para evitar a contaminação do meio ambiente e pessoas com o produto.  Todo aparato operacional da Rota do Oeste estará disponível para atendimento da ocorrência, como unidades de resgate médico, guincho, viaturas de inspeção e caminhão-pipa.
 
Segundo o gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, o Posto de Pesagem foi o local escolhido para a atividade por dispor de uma área específica para abrigar veículos que transportam produtos perigosos e estão com carga acima da permitida pela legislação. “Como temos uma estrutura que demanda esse treinamento, faremos no local onde pode, de fato, ocorrer um acidente”.
 
O 4º Simulado com Produtos Perigosos faz parte da rotina de treinamentos da Concessionária para garantir a segurança dos funcionários e dos usuários, bem como cuidar do meio ambiente que é um dos comprometimentos da empresa com Mato Grosso.
 
Em situações envolvendo produtos perigosos, a Rota do Oeste tem a atribuição de isolar a área, socorrer às vítimas (como é feito em todos os acidentes e ocorrências), além de realizar pequenas contenções em zonas frias para evitar o alastramento do material de forma que venha a contaminar o solo, lençol freático, rios, etc.
 
São considerados perigosos os produtos de origem química, biológica ou radiológica que apresentam um risco potencial à vida, à saúde e ao meio ambiente, em caso de vazamento.
.


Data: 25/11/2019
Autor: Rota do Oeste